BEM-VINDOS

Obrigado pela sua chegada; não se esqueça que é de AMOR AGAPIANO* que essencialmento poeto, também erótico quando a propósito de algumas circunstâncias episódicas nas mais diversas proporções. Como estou avança(n)do no tempo, não se escandalize, porque o que é preciso erradicar do Mundo é o preconceito secular, topo onde está preponderantemente a regressão da Humanidade neste percurso da condição humana, nem sempre adequada ao futurecer* do Homem, albergado corporalmente neste Planeta, sem saber com precisão, na generalidade, onde está a sua/nossa Alma. [ Obs. os astericos* assinalam dois neologismos da nossa Língua ].

Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Amor é Fogo - Daniel Cristal


Se amor é fogo, o nosso é labareda,
fogueira abrasadora, um clarão
que queima todo o corpo com a mão
da senhora dulcíssima e azeda.

E,se, ferida, deixa, ela não dói,
porquanto o que se sente é alegria
de alquimia e ternura todo o dia,
desatinada às vezes, mas não mói.

Se desejamos bem na escravidão
com o amor que a flor sempre desfolha:
servimos um ao outro mansidão.

E quando a morte vier que seja rente
e o nosso amor conjunto ao céu recolha!
Diremos que ainda é cedo, certamente.

1 comentário:

Azoriana disse...

Sã dedicatória ao «blogue de Daniel Cristal»

O meu singelo olhar aqui chegou,
Na hora que é mais pura certamente:
Comovi-me e rendi-me ao que ecoou
De Daniel Cristal, heroicamente!

É lindo tudo aquilo que criou!
(Meus versos são gerados tão somente,
Da luz que alguma alma me dotou
Para que o meu ser fosse contente).

Fico feliz junto à nobre beleza,
Muito me honra a sua gentileza
E um sorriso cresce no canteiro...

Das pétalas que adoro desfolhar,
E que, hoje certamente, num olhar,
Tingem de amor o seu blogue inteiro.

Melhores saudações

Se vier à ilha Terceira ficarei muito honrada se se proporcionar a tal conversa poética como refere no 1º comentário no meu blog que me encantou. Obrigada.
O seu blog é divino, prima pela excelência. Ficará na lista de favoritos.
Perdoe a minha fraca inspiração mas é o que se soltou repentinamente.