BEM-VINDOS

Obrigado pela sua chegada; não se esqueça que é de AMOR AGAPIANO* que essencialmento poeto, também erótico quando a propósito de algumas circunstâncias episódicas nas mais diversas proporções. Como estou avança(n)do no tempo, não se escandalize, porque o que é preciso erradicar do Mundo é o preconceito secular, topo onde está preponderantemente a regressão da Humanidade neste percurso da condição humana, nem sempre adequada ao futurecer* do Homem, albergado corporalmente neste Planeta, sem saber com precisão, na generalidade, onde está a sua/nossa Alma. [ Obs. os astericos* assinalam dois neologismos da nossa Língua ].

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Amo-te - Daniel Cristal


Nos teus meus braços, somos o esplendor
do amor absoluto, o candor
do mundo noutra cor e noutro som
com laços impolutos noutro tom.
                     
No lábio, a energia se extasia...
é um fascínio d' afecto que desvia
esse borco da dor co' a face unida
no dia ainda desperto duma vida.
                    
A canção é profunda noutra forma...
É um soneto virgem do teu peito
com rimas floreadas ao meu jeito.
                     
Foge à norma o eco que retorna
como um rio desaguando numa foz
regressado à origem noutra voz.

1 comentário:

Grace Spiller disse...

Delícia ler seu soneto, ler sua obra em casa nova, poeta! O blog está uma beleza! Que 2009 continue lhe sendo pródigo em realizações e alegrias, Armando, você merece! Abraço fraterno.
Grace