BEM-VINDOS

Obrigado pela sua chegada; não se esqueça que é de AMOR AGAPIANO* que essencialmento poeto, também erótico quando a propósito de algumas circunstâncias episódicas nas mais diversas proporções. Como estou avança(n)do no tempo, não se escandalize, porque o que é preciso erradicar do Mundo é o preconceito secular, topo onde está preponderantemente a regressão da Humanidade neste percurso da condição humana, nem sempre adequada ao futurecer* do Homem, albergado corporalmente neste Planeta, sem saber com precisão, na generalidade, onde está a sua/nossa Alma. [ Obs. os astericos* assinalam dois neologismos da nossa Língua ].

Pesquisar neste blogue

domingo, 28 de dezembro de 2008

Desamor - Daniel Cristal


Uma noite de paixão sem amor
é um triste remedeio, sujeição
à desilusão e à traição
permeável ao suor da eterna dor
 
Nada se compara ao sentimento
duma atracção alquímica ou afim
que define o que é não e o que é sim
e que resiste ao guião do incerto vento
 
Um coração que sente a solidão
sujeita-se à escolha sem acerto
e a viver quase sempre no aperto
 
Mais vale renunciar a uma paixão
evitar a experiência da incerteza
do que fazer do amor uma fraqueza.

2 comentários:

Anónimo disse...

Poeta Armando Figueiredo, não deveria existir está palavra "DESAMOR", pois você mestre, é quem mais ensina o Verbo "AMOR", em todas as suas formas de conjugação. Basta-nos se aprofundar em sua obra literária, para sentir e saber o verbo que o poeta conjugou em sua forma mais preciosa e liricamente!

Claro eu concordo com seus versos, uma noite sem amor,é uma traição si mesmo...O Amor nos enche de vida, de fascineo, de magia, percorrem todos os limites, não tendo fim, mais um sempre amanhecer, só o Amor nos purifica diante do nosso grande Mestre dos Mestres.

Hora Mestre Armando, enfeitemos nossos dias e nossas noite apenas com o Verbo Amar...

É sempre gratificante visitar este seu espaço literário, aqui vamos lendo o sumo dum bom soneto.

Efigênia Coutinho

(em New York)

Lídia Valéria Peres disse...

Caríssimo poeta Daniel Cristal, parabenizo-o pelo Blog, reflexo de sua sabedoria em inspiração.
Sobeja-lhe beleza na escrita.
Meu carinho, meu respeito.

Lídia Valéria Peres