BEM-VINDOS

Obrigado pela sua chegada; não se esqueça que é de AMOR AGAPIANO* que essencialmento poeto, também erótico quando a propósito de algumas circunstâncias episódicas nas mais diversas proporções. Como estou avança(n)do no tempo, não se escandalize, porque o que é preciso erradicar do Mundo é o preconceito secular, topo onde está preponderantemente a regressão da Humanidade neste percurso da condição humana, nem sempre adequada ao futurecer* do Homem, albergado corporalmente neste Planeta, sem saber com precisão, na generalidade, onde está a sua/nossa Alma. [ Obs. os astericos* assinalam dois neologismos da nossa Língua ].

Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Discar o Sol - Daniel Cristal


Se algum dia me vires numa nuvem
a teclar todo o sol no nevoeiro,
verás todo o arco-íris na penugem
e todo o cereal puro num celeiro.

Porque canto o pássaro do futuro,
e a mão do semeador a dar amor...
Olvido esta dor do labor duro:
o verso semeado noutra cor.

Fragmento a cor sem outra dor
que não seja a alegria do amor;
e amo tudo o que faço neste dia.

E porque a utopia é a harmonia
que nunca nos é dada sem favor,
trabalho com ardor pelo bom-dia.

2 comentários:

fisga disse...

Olá Daniel. Encontrei-o no blog da nossa amiga Azoriana, enquanto ela fazia um elogio à sua obra. O elogio da Azoriana despertou em mim a curiosidade e não resisti à tentação de vir invadir este seu espaço. Onde a poesia se mistura com a prosa poética e com a prosa simples e pura. Quero dar-lhe os meus parabéns pela sua astúcia e coragem. Pois acho que a sua obra devia estar devidamente encadernada e exposta nos habituais escaparates, das livrarias de nome, afim de mais facilmente ser vista e lida. Eu prometo voltar. Um abraço Eduardo Gonçalves.

Anónimo disse...

Estimado Poeta Daniel Cristal,
Na beleza da poesia se resume a realeza dos sentimentos.
Parabéns pelos belíssimos poemas da Poeta Efigênia e também pelos seus, que estão lindíssimos a enfeitar seuBlog.
Beijos.
Malu Mourão.