BEM-VINDOS

Obrigado pela sua chegada; não se esqueça que é de AMOR AGAPIANO* que essencialmento poeto, também erótico quando a propósito de algumas circunstâncias episódicas nas mais diversas proporções. Como estou avança(n)do no tempo, não se escandalize, porque o que é preciso erradicar do Mundo é o preconceito secular, topo onde está preponderantemente a regressão da Humanidade neste percurso da condição humana, nem sempre adequada ao futurecer* do Homem, albergado corporalmente neste Planeta, sem saber com precisão, na generalidade, onde está a sua/nossa Alma. [ Obs. os astericos* assinalam dois neologismos da nossa Língua ].

Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 16 de março de 2009

Psico Heteronímia - Daniel Cristal


Quando me olho ao espelho, vejo o ego
Que se reflecte em mim: sou mesmo eu
Com emoções primárias, e não nego
Que respondo por mim; sinto-me meu.

Mas se estou com os outros, eles são
Sala de mil espelhos deformando-me
E eu me posiociono na razão
De ser um entre todos balançando-me...

Porém, eu não queria ser o próprio ego
Com que me olho ao espelho: um primata!
Também evito ser condicionado!

O que desejo ser é não ser cego,
Desejo-me perfeito: outro arcanjo...
Ele é quem me arrebata e me mata!

2 comentários:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

O espelho mostra como os outros nos vêem, não como nós nos imaginamos. Vários espelhos exigem de nós um comportamento e se conflitam, por isso é melhor olhar só para dentro quando queremos saber como somos mesmo.
Um abraço e boa semana

Estações da Vida disse...

Olá, Daniel. Creio que o espelho tem várias facetas e uma delas é olharmos para dentro de nós...Gostei dessa frase: "O que desejo ser é não ser cego". Grande Daniel!! Beijinhos.

Sylvia Narriman Barroso
www.passagensemarcas.blogspot.com
www.sylvianarriman.blogspot.com