BEM-VINDOS

Obrigado pela sua chegada; não se esqueça que é de AMOR AGAPIANO* que essencialmento poeto, também erótico quando a propósito de algumas circunstâncias episódicas nas mais diversas proporções. Como estou avança(n)do no tempo, não se escandalize, porque o que é preciso erradicar do Mundo é o preconceito secular, topo onde está preponderantemente a regressão da Humanidade neste percurso da condição humana, nem sempre adequada ao futurecer* do Homem, albergado corporalmente neste Planeta, sem saber com precisão, na generalidade, onde está a sua/nossa Alma. [ Obs. os astericos* assinalam dois neologismos da nossa Língua ].

Pesquisar neste blogue

sábado, 25 de abril de 2009

Liberdade - Daniel Cristal


Na empatia, acompanha-me, amigo,
acompanha-me na hora da incerteza!
Muito pouco construí do que persigo
ainda que com recurso à Beleza.
 
Dá-me a tua mão, segura na bandeira
que mostra a liberdade com vaidade,
luta pela palavra à minha beira,
transformando este mito em divindade.
 
Ser livre sem Justiça é opressão,
é igual à aparente irmandade,
na realidade igual à falsidade.
 
Na hora da incerteza, dá-me a mão,
ergamos mais um pouco o estandarte,
pois onde está, não passa de sonhar-te.

1 comentário:

Francisco Vieira disse...

Aos exilados, aos presos politicos, aos desterrados, aos cruelmente assassinados antes que das nossas bocas pudessem sair estas palavras destemidas: Viva o 25 de Abril e Viva a Liberdade!!!

Homenageiem-se os Capitães de Abril, mas que não se cruzem os braços à infâmia actual.
Passaram 35 anos e o pão continua a ser pouco. O povo continua a ser desnudado dos seus direitos fundamentais como a saúde, a educação e a justiça...
Que não se ceda ao comodismo e à resignação. Tornem-se a "atirar cravos" se for necessário!
Hajam hoje, como antes, heróis que ponham termo à incompetência, ao abuso de poder e à corrupção que nos atrofia como país e como cidadãos.

Um abraco