BEM-VINDOS

Obrigado pela sua chegada; não se esqueça que é de AMOR AGAPIANO* que essencialmento poeto, também erótico quando a propósito de algumas circunstâncias episódicas nas mais diversas proporções. Como estou avança(n)do no tempo, não se escandalize, porque o que é preciso erradicar do Mundo é o preconceito secular, topo onde está preponderantemente a regressão da Humanidade neste percurso da condição humana, nem sempre adequada ao futurecer* do Homem, albergado corporalmente neste Planeta, sem saber com precisão, na generalidade, onde está a sua/nossa Alma. [ Obs. os astericos* assinalam dois neologismos da nossa Língua ].

Pesquisar neste blogue

domingo, 5 de abril de 2009

Poesia Ecoante - Daniel Cristal


Se não fosse a luz intensa da Poesia
este vento feliz de encantamento
nada renovaria o mundo imundo
com guia sem lamento mas fecundo.

E o eco que transmite dia-a-dia
na Humanidade é a causa do que seja
Amor a sobejar nesta amargura 
que aqui é alegria em peleja pura...

Há quem ouça este eco neste tom
quem viva com atenção ao que o rodeia
e é na comunhão que sente esse retorno
pois o que é bom é a ideia sem estorno;

O estorno e a ganância do poder
a subjugação ao esperto que explora
é o que aprisiona numa norma
que no ser se deita fora e o informa.

3 comentários:

Tais Luso de Carvalho disse...

"Se não fosse a luz intensa da Poesia
este vento feliz de encantamento
nada renovaria o mundo imundo
com guia sem lamento mas fecundo".

Vim procurar um pouco de poesia para renovar este mundo imundo...

Um grande abraço, Daniel, linda, linda esta poesia: bateu!

Tais Luso

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

O vento soprou
Tão doce e sereno
Tocou-me ao de leve
Girou sentimentos
Dormentes, silentes
Que em vôo rasante
Tocaram o chão.
O fundo da alma
fez-se de cor de ouro
Castanho ou laranja
Deu frutos já secos
De um doce amargo
Surgiu o Outono
No meu coração.
(Lique, 2004)

Uma boa semana, plena de amor e carinho
Eduardo Poisl

Sonia Schmorantz disse...

Se não fosse a luz intensa da poesia talvez não conseguissemos sobreviver em meio a tanta violência e egoísmo humano...
Um abraço e boa semana