BEM-VINDOS

Obrigado pela sua chegada; não se esqueça que é de AMOR AGAPIANO* que essencialmento poeto, também erótico quando a propósito de algumas circunstâncias episódicas nas mais diversas proporções. Como estou avança(n)do no tempo, não se escandalize, porque o que é preciso erradicar do Mundo é o preconceito secular, topo onde está preponderantemente a regressão da Humanidade neste percurso da condição humana, nem sempre adequada ao futurecer* do Homem, albergado corporalmente neste Planeta, sem saber com precisão, na generalidade, onde está a sua/nossa Alma. [ Obs. os astericos* assinalam dois neologismos da nossa Língua ].

Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Um pouco mais - Daniel Cristal

 
Um pouco mais de asa, seria ave,
um pouco mais de vento, ventania;
projecto-me no voo da melodia
com o tom que abre a pauta nesta clave.
 
Um pouco mais de asa em movimento
e seria uma ave ou astronave,
capaz de implantar o amor suave,
seja onde for e em qualquer momento.
 
Entrementes, fico sem o argumento
de tudo ser possível ao relento
dum dia que decorra muito lento...
 
Só mais um pouco de asa ou de vento,
 e eu teria o Sol na minha mão
e a Chuva p'ra germinar o coração.

1 comentário:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Poemas para si, são asas possíveis, pois sempre encontro aqui perfeitas poesias.
Um abraço
Eduardo Poisl