BEM-VINDOS

Obrigado pela sua chegada; não se esqueça que é de AMOR AGAPIANO* que essencialmento poeto, também erótico quando a propósito de algumas circunstâncias episódicas nas mais diversas proporções. Como estou avança(n)do no tempo, não se escandalize, porque o que é preciso erradicar do Mundo é o preconceito secular, topo onde está preponderantemente a regressão da Humanidade neste percurso da condição humana, nem sempre adequada ao futurecer* do Homem, albergado corporalmente neste Planeta, sem saber com precisão, na generalidade, onde está a sua/nossa Alma. [ Obs. os astericos* assinalam dois neologismos da nossa Língua ].

Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 28 de maio de 2009

O Orgasmo - Daniel Cristal


Vamos cantar o orgasmo
- Sim, o orgasmo, não fiques
Com essa cara de pasmo
Ou essas beiças de asno!
 
Não há orgasmo que não
Contenha uma centelha
De pasmo e perdição
- Céu que não é maldição!
 
O pasmo de se estar
A gozar o verbo amar...
 
É nesse instante que vemos
O quiasma... pernas atadas
Os corações abraçados
As almas celestiadas!
 
É tão fácil o pasmo
De amar bem um quiasma,
Que, se nele não houver
A plena satisfação,
O homem parece um asno
e a mulher um balão!
 
Por isso, pensai um pouco
No que vos ides meter,
Só não goza quem é louco
Ou falta-lhe muito saber!

2 comentários:

Shakti Prema disse...

Adorei!
Genial,deliciosa rs
bjs

Shakti Prema disse...

Adorei.
Deliciosamente genial
Bjs