BEM-VINDOS

Obrigado pela sua chegada; não se esqueça que é de AMOR AGAPIANO* que essencialmento poeto, também erótico quando a propósito de algumas circunstâncias episódicas nas mais diversas proporções. Como estou avança(n)do no tempo, não se escandalize, porque o que é preciso erradicar do Mundo é o preconceito secular, topo onde está preponderantemente a regressão da Humanidade neste percurso da condição humana, nem sempre adequada ao futurecer* do Homem, albergado corporalmente neste Planeta, sem saber com precisão, na generalidade, onde está a sua/nossa Alma. [ Obs. os astericos* assinalam dois neologismos da nossa Língua ].

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Lua Imensa - Daniel Cristal


Quando a imensa lua cheia banha a terra
e segue o curso lento do destino,
beija o desgosto que ela a gosto encerra 
de com esta não ir como um felino

um tigre ou um leão pra protegê-la
segurá-la na mão como um menino
que fica radiante só de vê-la
mas pronto a amá-la em desatino

imagens duma selva tropical
as dum Amor que sobe até ao céu
e no chão deixa  a pena capital

pois sem cabeça tira-se o chapéu
e só é pitéu o beijo do desgosto
e o gosto de voar no pressuposto.

1 comentário:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Sorri quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos vazios

Sorri quando tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador

Sorri quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados doridos

Sorri vai mentindo a sua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz


(Charles Chaplin)

Desejo um lindo final de semana com muito amor e carinho.
Abraços Eduardo Poisl