BEM-VINDOS

Obrigado pela sua chegada; não se esqueça que é de AMOR AGAPIANO* que essencialmento poeto, também erótico quando a propósito de algumas circunstâncias episódicas nas mais diversas proporções. Como estou avança(n)do no tempo, não se escandalize, porque o que é preciso erradicar do Mundo é o preconceito secular, topo onde está preponderantemente a regressão da Humanidade neste percurso da condição humana, nem sempre adequada ao futurecer* do Homem, albergado corporalmente neste Planeta, sem saber com precisão, na generalidade, onde está a sua/nossa Alma. [ Obs. os astericos* assinalam dois neologismos da nossa Língua ].

Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Com a Rosa - Daniel Cristal


Com a rosa na mão e o seu odor
no coração, não sinto o espinho
cravado no pé coxo, cor do vinho
ou da pena do mocho, indolor.

Com a rosa na mão, sinto o enlevo
duma oração convicta, que no fervor
nos modifica, sendo o amor
a depor no coração novo relevo.

Com a rosa na mão não há espinho
que doa no meu pé boto, nem se sente
o espinho da rosa, nem o piar do mocho.

Porque ela inebria, como faz o vinho,
cresce na luz do dia, afaga a mente,
e dá prazer viver com o pé roxo!

3 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Que tenhas uma nova semana de muitas alegrias, e que Deus sempre abençoe esta maravilhosa inspiração que tens.
Um abraço

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Mesmo sendo época de coelhinho, meu computador esta mais para tartaruga, por isso só estou passando para desejar uma linda semana com muito amor e carinho.
Um grande abraço
Eduardo Poisl

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olha Daniel, Adorei estar com a rosa na mão, principalmente quando seu odor chegou ao meu coração.

Belo poema. Parabéns!

Estive navegando, avistei tua nave, gostei e me fiz seguidor. Até quando permitires. É claro!

Abraços,

Furtado.