BEM-VINDOS

Obrigado pela sua chegada; não se esqueça que é de AMOR AGAPIANO* que essencialmento poeto, também erótico quando a propósito de algumas circunstâncias episódicas nas mais diversas proporções. Como estou avança(n)do no tempo, não se escandalize, porque o que é preciso erradicar do Mundo é o preconceito secular, topo onde está preponderantemente a regressão da Humanidade neste percurso da condição humana, nem sempre adequada ao futurecer* do Homem, albergado corporalmente neste Planeta, sem saber com precisão, na generalidade, onde está a sua/nossa Alma. [ Obs. os astericos* assinalam dois neologismos da nossa Língua ].

Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Alma a Prumo - Daniel Cristal


Levo a minha alma cheia, vida fora,
Com o sonho lindo que me enfoca;
O resto deixo à terra numa hora,
Liberto desse ouro que sufoca.

E vou feliz sonhando a madrugada,
Feliz quanto é possível ser na vida,
Sem qualquer mágoa rude na prumada;
Vou feliz com a alma bem erguida!

Levo no coração ternos abraços
De crianças amorosas, de parentes,
De amigos sinceros, o odor dos cravos,
O calor do amor, sorrisos quentes.

Levo bênçãos divinas concedidas
Por toda a Benquerença, a alegria
Das saudações sentidas e queridas,
Levo a partitura d' Harmonia.

Vou tão feliz como vai o doce amante,
Como a ave liberta da gaiola
Chilreando a canção mais empolgante
No fundo da guitarra ou da viola!

Sois meu amparo, Amigos desta vida,
Que mais me desejais, se sou feliz?
Exorto que tenhais a alma erguida
Na hora em que a sentirdes abatida!

1 comentário:

Efigênia Coutinho disse...

DANIEL CRISTAL

Os teus versos PRUMO, tem penetração de espírito, sagacidade,
um conjunto de todas as faculdades intelectuais (memória, imaginação, juízo, raciocínio, !abstração e concepção,!conceção).
Somente com todos estes predicados, pode um Mestre escrever tão primoroso versos que li aqui.

Efigênia Coutinho